quarta-feira, 6 de abril de 2011

Aula de matemática 1 - Japão

Problema 
Monte uma equação com as variáveis abaixo:
a) reatores nucleares tidos como os mais seguros do mundo (se assim não fossem, supõe-se, não teriam permissão da "comunidade internacional" para existir);
b) minúsculos tremores - displiscentes espreguiçamentos, eu diria - da Terra, planeta que nos alberga gratuitamente;
c) reatores demonstrando sua imensa fragilidade, fazendo escapar toneladas de material radioativo incontinente extremamente danoso à saúde humana;
d) dirigentes anunciando aos cidadãos para usarem não equipamentos ultramodernos-ficção-científicos, mas toalhas molhadas no rosto, como qualquer sociedade dita primitiva faria com a fumaça de um foguinho qualquer;
e) material radioativo sendo jogado ao mar (mar: aquela coisa que vai a todos os lugares, pertencendo, portanto, a todos, e não apenas aos japoneses);
f) dirigentes da burocracia e da corporatocracia desdizendo-se, contradizendo-se e outras milongas mais na tentativa desesperada de justificar o injustificável;
g) "comunidade internacional" não se organizando para discutir a finalidade daquilo que não podemos dominar - no caso, reatores nucleares X Terra
h) pessoas (coisa diferente de "comunidade internacional", que é mais um chavão do que algo concreto, pois eu, embora terrestre, nunca fui consultada nas decisões dela) também não articuladas em torno de algo que não seja as notícias, isto é, preferindo ouvir notícias do que "ser informações" (informação: aquilo que forma).

De posse dessas variáveis, monte uma equação com final feliz SEM FAZER USO DE UMA PARTICIPAÇÃO CIDADÃ EFETIVA.